segunda-feira, 21 de abril de 2008

METABARONS: ALPHA/OMEGA

Quando li o álbum da VitaminaBD "Castaka: Dayal, o primeiro antepassado" lembrei-me do TPB da Humanoids Publishing que tinha adquirido por volta do ano de 2003. Este TPB está disponível através do site da Humanoids Publishing e estes caracterizam-no assim: "Travis Charest, Juan Gimenez, and Moebius all come together in this must-have Metabarons special! Metabarons: Alpha/Omega is a celebration of the series' past, as well as a look into its future. Featuring short stories as well as missing pages from Incal and Metabarons, all written by Metabarons creator, Alexandro Jodorowsky, Alpha/Omega is an important history lesson for any fan, new or old. This is the first-ever published Metabarons material by Travis Charest, in a story that leads into his upcoming projects featuring the characters. Also appearing is the story "The Crest of the Castaka," by Jodorowsky and Gimenez, which tells the origin of the tattoo that adorns the chest of every Metabarons, as well as pages by Moebius and Gimenez that have never seen print in America. Metabarons: Alpha/Omega is the perfect place for new Metabarons fans to see why the series has gained such critical acclaim from creators such as Warren Ellis. And Travis Charest fans are sure to turn out en masse to see what is sure to be some of the best work in his already illustrious career. Cover by Charest. There are nine pages of beautiful art by Travis Charest, plus the cover and a gorgeous pin-up. You'll also find twenty-four pages created by Gimenez and eight pages of incredible art by Moebius - all of which have never seen print in America!"



Para rematar, se são realmente fans da série, então não podem deixar de ler este TPB e deslumbrar os fantásticos desenhos do Gimenez (Juan) e ter uma ideia real do que poderia ter sido o álbum se desenhado por este na vez do Das Pastoras; isto porque existem cenas que são iguais às do álbum. Claro que também terão o absoluto prazer de ver o desenho do Moebius e – talvez pela primeira vez, se não conheceram a série Wildcats – os fantásticos desenhos do Canadiano de 39 anos, Travis Charest (também autor das duas capas aqui retratadas). A não perder.

8 comentários:

Bongop disse...

Descobri um desses à venda nos States... diz-me... achas que está censurado?
É que eu desconfio sempre destas obras Europeias editadas nos EUA, quase sempre são censuradas !

refemdabd disse...

Acho que não está, pese o facto de eu não ter lido as páginas originais. A Humanoids Publishing não tem por hábito cortar e adaptar obras (as que eu conheço, pelo menos), em especial quando são anunciadas para maiores de 18. A Marvel e DC são bem mais cuidadosas, devido ao público a que se destinam. Mas a DC teve o bom senso em criar outras empresas, como a Vertigo, para material adulto. No mercado dos comics e ilustrations não existe muita censura, basta ler o que ultimamente se tem feito, pela pena dos Ingleses chegados ao mercado Americano na última década; a série que eu coloquei no post anterior é disso um exemplo flagrante quanto aos textos e desenhos explícitos. Mesmo a Heavy Metal, que é que eu conheço com mais material Europeu, não tem por hábito censurar as obras; já li alguns álbuns que poderiam ter esse azar, mas não houve qualquer corte( A História do Leo Roa, por exemplo, que já é antiga). A revista até é bastante explícita tanto quanto ao material publicado como quanto à publicidade que nela vem. Outrso como a Hustler Comics; ou a Penthouse Comics são disso exemplo. Não se vendem é em todo o lado, depende muito do puritanismo de cada Estado. Em Nova York, New Jersey, Seatle, California, Illinois é vendido sem restrições; no Texas, Virginia, Utah, New Hampshire existe alguma resistência a certo material. No Massachusetts, em especial em Boston, é até difícil encontrar uma comic store de jeito que seja acessível.

refemdabd disse...

Seatle, Washington :-)

Bongop disse...

Aí discordo... A Marvel e a DC t~em sido censuradas em muitos dos seus títulos! Capas do Homem Aranha, do Batman, quase toda a série "Authority", a Casta dos Metabarões, etc... tudo por causa de atitudes politicas(Bush mostrado como cobarde) ou corporais (as mamas não podem ser maiores que a cabeça, não se pode ver o inicio do "rabiosque", a mão do homem não pode assentar no peito). É claro que há linhas para adulto e revistas para adulto, só a sua venda tem regras: não podem estar expostas ao publico em geral e penso que os comics destas series (não tenho a certeza disto) não podem ser vendidos em bancas. Sei que os obstáculos para a venda de BD com nudez e "sangue vermelho" são muitos !

refemdabd disse...

O que eu escrevi foi que a DC e a Marvel têm muitas reservas, devido ao público a que se destina e, posso acrescentar, quanto à política de distribuição, pois são colocadas nos Stands (Bancas) e aí, vendo bem as coisas, tens toda a razão: não são permitidas muitas coisas (mas não sabia que já tinham sido efectivamente censuradas!). Depois acrescentei que, por exemplo a DC, devido à diversificação e expansão de títulos, em especial títulos para adultos, formou novas empresas para esse fim e mesmo estas têm regras apertadas. Tenho a Casta dos Metabarões (Humanoids Publishing) e não reparei nas diferenças, mas vou ver se as descubro, agora que me chamaste à atenção.
Não sabia quais eram, de facto, as imposições do código de comportamento dos Comics, e realmente nas que focaste, fazem agora mais sentido certas coisas. Revistas como a Heavy Metal podem ser vendidas em Stands mas não podem estar expostas e a sua venda só pode ser efectuada depois de apresentado o ID de quem quer comprar (também nos álbuns nunca reparei na censura, mas estou a ver que não ando muito atento). Outras não são distribuídas para Stands e apenas se destinam às Comic Stores e também têm regras; em certos Estados são proibidas a sua venda, devido às leis Estaduais que incidem sobre a moral, mesmo em Comic Stores e também online. Quanto às ofensas à Presidência dos EUA e ao seu Chefe-de-Estado, também não sei bem como é que funcionam ao nível Federal; mas sei que a MAD Magazine é distribuída ao nível nacional, em Stands, e é notoriamente conhecida pelos seus ataques às figuras presidenciais (uns dos últimos títulos "War on Bush" é flagrante); mas realmente quanto ao facto de ser acusado de cobardia, não sei se também vão tão longe e se isso não seria ultrapassar os limites à lei Patriótica, em vigor desde 2002 (mas faz sentido!). Mas no número dedicado ao Dick Cheney, as insinuações sobre o "acidente de caça" são por demais gritantes. Porém, também sei que esta revista foi por vezes (e muitas) censurada, tanto politicamente como publicitariamente.
Que eles são uns falsos pudicos já eu sabia, mas não sabia quais as regras que regem esse puritanismo exacerbado. É que o bom senso também as dita...mas eles não são conhecidos pelo bom senso nestas matérias, é verdade! Por isso, mais uma vez vendo bem as coisas, quando escrevi que não havia muita censura, foi um understatment, de facto.

Fiz um comentário no 9ªarte sobre a censura nos comics. Por incrível que pareça, a primeira vez que se apertou o cerco, oficialmente, aos comics foi aquando do lançamento da Tales From The Cript (Harvey Kurtzman e Bill Gaines).

Grande Abraço.

Bongop disse...

Eu fiquei "parvo" quando soube que a censura no Canadá era mil vezes pior que nos EUA ! É que os livros nem passam na alfandega, são mandados para trás, e se fores tentares entrar no Canadá com esse tipo de revistas , das duas três... ou não entras tu, ou não entra livro "pornográfico" !

refemdabd disse...

Já somos dois! Não fazia a menor ideia! Então já sei, se lá for terei que dar um saltinho aos EUA para comprar e enviar para Portugal por correio. Quem diria que os Canucos ainda são piores!!!

refemdabd disse...

Mais:

Li hoje na Visão que o DVD da Rua Sésamo foi censurado nos EUA, porque o Becas ajuda o Egas quando está a tomar banho!!!! Quer dizer...já sabia das mirabulantes cenas dos Pais do bébézinho que deu um beijinho na bébézinha vizinha terem sido postos em tribunal (e condenados). Fosga-se para os Américas!!!
Undestatment é favor!